APARTAMENTO PETRÓPOLIS
Ano de projeto: 2014
Ano de Execução: 2015
Área: 85
 m²
Localização: Porto Alegre | RS | BR
Equipe de Projeto: Arq. Renata Beck, Arq. Gustavo Sbardelotto
Colaboração: Acad. Renata Saffer, Acad. Lucia Baltar

Bastante fragmentado, o imóvel não exibia a luz natural, que hoje ilumina sala e cozinha. Esta, integrada com a área de serviço, ganhou uma janela "de presente" e hoje também mantém uma união com a parte social. O êxito destas intervenções está em uma proposta que prevê divisórias funcionais, como móveis que setorizam os ambientes e, ainda, são usados como armários. São como paredes multifuncionais. Dão unidade à um espaço, e não pesam no cômodo, pois não pretendem ser mais do que uma parede. Tendo como exemplo, estão o móvel cinza que divide a cozinha da área de serviço, o móvel que alonga a sala e dá privacidade aos quartos. Também o armário da suíte que se alinha à porta do banheiro. Essa solução não é nova na arquitetura. Desde os anos 50 são alternativa ao layout dos apartamentos pequenos.

O ponto forte deste apartamento de 85 metros talvez seja a busca pela verdade dos materiais com uma estética funcional.  A arquitetura não grita. Apesar da variedade de texturas, o pano de fundo, que é o projeto, permite que o cliente dê personalidade ao espaço, com obras de arte, tapetes e mobiliário solto. 

O armário linear que abrange toda a extensão da cozinha possui um nicho para objetos de decoração, gaveta vertical com temperos, churrasqueira (possível após a reforma), geladeira e porta da área de serviço. Tudo alinhado como um painel, tal como parede. A medida da ilha foi ajustada para ser usada como sequência da mesa de jantar preexistente.

Na parede de estantes alongadas da sala, foi aplicado um cimento queimado, de verdade (nada contra, mas na época as tintas não eram tão comuns ainda), e entre os móveis soltos, destacam-se a poltrona Brasília e a mesa de centro Tubo, ambas da Schuster.

O sofá longilíneo da sala outra foram dois sofás iguais. A sua reforma o transformou em um único bipartido. Para valorizar os quadros e destacar a parede longilínea, paginamos tudo em conjunto com as clientes.

 

A cozinha promove o encontro de materiais importantes, como o basalto do tampo, o piso de madeira cumaru em tacos de de 2cm e a parede com placas de tijolos com junta seca. O tijolo recebeu hidrofugante como proteção à umidade e gordura.

 

A base da cama foi desenhada e feita sob medida para ocupar o espaço com baú e gavetas, otimizando o espaço. Ao lado, conforme dito anteriormente, o armário com portas de espelhos oculta a entrada para o banheiro da suíte.

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

apartamento petrópolis

 

Atelier Aberto Arquitetura | Porto Alegre/RS | contato@atelierabertoarquitetura.com | 51 3062 0661 | 51 991135371